Araticum (Annona coriacea)

0
40

Annona coriacea, vulgarmente chamada atafruta-do-condecondessacabeça-de-negroaraticum-do-campoaraticum-dos-lisosaraticum-do-brejo e marolinho,[2] é uma árvore pequena, não pioneira, da família das anonáceas, que ocorre nos cerrados do Brasil.

Etimologia

“Araticum” provém do tupi arati’kum.[3] O nome científico da espécie, Annona coriacea, significa, traduzido do latim, “coriáceas disposições”. É uma referência ao aspecto externo do fruto, que se assemelha a couro. O aspecto externo da fruta também gerou o nome “cabeça-de-negro”, devido à semelhança com o cabelo enrolado dos negros.

Características

Possui folhas ovadas, coriáceas, flores amarelas e frutos bacáceos múltiplos, grandes, comestíveis e muito saborosos, com sementes tidas como antidiarréicas. Quando está maduro, o fruto abre-se.

Está na lista de espécies ameaçadas do estado de São Paulo, no Brasil.[4]